“Escreveram Mickey certinho, não foi a torcida”, afirmou dirigente do Fla

Foto:Reprodução

Diretor de relações externas do clube, Cacau Cotta comete declaração polêmica ao vivo

Nesta quarta-feira (22), o programa ”Donos da Bola”, da Bandeirantes, contou a participação do dirigente do Fla, onde causou revolta com os flamenguistas. Ele foi questionado sobre as pichações no muro da Gávea, em que faziam referências a Flórida Cup, título ganho pelo time carioca e que é visto como expressivo pela diretoria e por Abel Braga. Prova disso é a Nota Oficial que o Flamengo publicou, exaltando o campeonato por ter ganho de um ex-possível finalista da Champions, que seria o Ajax.

Cacau cometeu uma declaração polêmica ao vivo, o que desagradou a Nação. Segundo ele, pela palavra ”Mickey” ser escrita corretamente, não foi um torcedor que pichou o muro.

Do jeito que foi escrito, Mickey todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político – afirmou o diretor.

Após a declaração, foi gerada muita polêmica nas redes sociais, inclusive no twitter, onde muitos rubro-negros manifestaram contra o dirigente.

Com a manifestação de torcedores do clube contra Cacau, ele deu outra declaração, que não diminuiu a revolta dos flamenguistas.

– Quando falei do Mickey, parece que o protesto foi escrito no Word, que tinha um papel todo retinho, as letras bem feitas, uma coisa bem programada por um profissional, não é aquele torcedor que vai ali. Por isso, falei que era político. Não estou de maneira alguma desmerecendo o torcedor, querendo chamar de burro, até porque eu e qualquer um aqui também não saberia fazer desse jeito. Daquela maneira, foi profissional, dirigida. Não tenho capacidade para isso – afirmou o dirigente

Nathan Carvalho

Estudante de Jornalismo, e como um bom amante do futebol, dedico meu tempo livre para escrever sobre para a página “Por dentro do Gol”

Escreva um comentário...