Flamengo vira após estar perdendo até aos 44 minutos do segundo tempo

Foto: Reprodução Twitter Flamengo

Não faltou emoção no Maracanã na tarde deste domingo (26). Rodrigo Caio marcou gol aos 50 minutos do segundo tempo e livrou o Flamengo de um vexame dentro do Maracanã. O rubro negro carioca abriu o placar, viu os reservas do Athletico virarem o jogo no segundo tempo, com dois gols de Cirino, e no abafa conseguiu sair com os três pontos diante de 52 mil pessoas. Abel Braga foi alvo da torcida enquanto o Flamengo perdia e foi abraçado pelos jogadores após a virada.

O jogo começou morno e com poucas chances. Ambos os times marcavam a saída de bola de seus adversários e as melhores oportunidades apareceram com erros de passes no campo defensivo. Aos 26, Gabigol aproveitou uma das bobeadas da zaga do Atlhetico e ficou cara a cara com o goleiro Santos, tentou o drible e caiu na área. O árbitro marcou a penalidade e ainda revisou o lance com o VAR antes de permitir a cobrança. O próprio Gabigol, cinco minutos depois, chutou forte no meio do gol e abriu o placar para o time carioca. No restante o goleiro Diego Alves ainda teve que trabalhar e executou três defesas para garantir a vitória parcial.

O segundo tempo começou diferente. O Furacão ditava o ritmo do jogo e o Flamengo se acanhou no seu campo e tentava sair no contra ataque. Sem sucesso, a defesa carioca assistiu bela jogada trabalhada do Athletico terminar nos pés de Marcelo Cirino. 1 a 1 no placar aos 18 minutos da etapa complementar. A equipe paranaense continuou atacando e dois minutos depois o lateral Madson apareceu livre dentro da área de frente para o gol, mas Bruno Henrique chegou sem freio e derrubou o lateral. A jogada seguiu e o juiz só assinalou a penalidade aos 25 minutos. Pênalti bem cobrado pelo ex-atacante do Flamengo Marcelo Cirino, artilheiro do jogo com dois gols. O Athletico virava o jogo na metade do segundo tempo.

A essa altura, a torcida não tinha mais paciência com o capitão Diego, nem com o técnico Abel Braga e suas substituições. Piris da Motta deu lugar a Vitinho, Rodinei entrou na vaga de Pará e Gabigol saiu contrariado para a entrada do jovem Lincoln. O Flamengo abafava sem perigo, mas aos 44 minutos Bruno Henrique testou para o fundo das redes após uma sequência de chuveirinhos. O gol deu ânimo ao time carioca e aliado aos acréscimos de sete minutos o Flamengo se jogou totalmente ao ataque até que veio a glória final. Em escanteio cobrado aos 50 minutos, o zagueiro Rodrigo Caio subiu mais alto que todo mundo e a bola morreu no barbante. Virada incrível no final do jogo.

Panorama

O Flamengo conquistou três pontos importantes após quase vacilar contra os reservas do Athletico no Maracanã. Agora a equipe soma dez pontos na competição e chega a quinta posição. A próxima partida será contra o Fortaleza, no próximo sábado (01), às 16h, no Nilton Santos.

O rubro negro paranaense, por sua vez, estaciona nos sete pontos e permanece parcialmente na sétima posição. O Furacão agora concentra esforços para a partida de volta da decisão da Recopa Sulamericana contra o River Plate, na quinta-feira (30), às 21h30. Pelo Brasileiro a equipe volta a campo no domingo (02), na Arena da Baixada, contra o Fluminense.

Ivaldo Lobato

Sou estudante de jornalismo e comecei minha trajetória no radiojornalismo em 2017, quando fui repórter da rádio Top Rio Fm e da webrádio Rede Show de Bola, onde eu acompanhava o dia a dia dos quatro grandes do Rio e fazia a cobertura das partidas. Hoje em dia, sou estagiário na assessoria de imprensa do TCE-RJ e dedico o tempo livre que tenho ao que mais gosto: futebol.

Escreva um comentário...