Fluminense perde por 1 a 0, mas se classifica em Medellín

Foto: Transmissão DAZN

Tricolor consegue segurar o Atlético Nacional e vai enfrentar o Peñarol nas oitavas de final da Sul-Americana

Fluminense e Atlético Nacional se enfrentaram na noite de quarta-feira (29), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia, pelo jogo de volta da Segunda Fase da Sul-Americana. Na ida, a equipe carioca venceu os colombianos pelo placar de 4 a 1, e com isso, podia perder por até dois gols de diferença. No início do jogo, os dois times tiveram oportunidades claras de abrir o placar, e em uma delas, o atacante Barcos inaugurou o marcador para o time da casa. A equipe carioca não conseguia estabelecer o domínio da posse de bola, e nas poucas vezes nas quais chegava ao ataque, não apresentava objetividade. Na segunda etapa, o Flu conseguiu acalmar o jogo e segurou o time colombiano, e portanto, saiu classificado para a próxima fase da competição.

Pressão colombiana no início da partida

A partida começou bastante agitada. O zagueiro Matheus Ferraz, aos 2 minutos, acertou uma cabeçada na trave após o cruzamento do meia Daniel. No minuto seguinte, o atacante Vladimir Hernández fez grande jogada pela esquerda, o goleador Barcos apareceu sozinho na área e cabeceou sem chances para o goleiro Agenor. Placar aberto em Medellín. Dois minutos depois, após um chute do atacante João Pedro, o goleiro Cuadrado defendeu, porém, devolveu a bola nos pés da promessa tricolor, que deixou o atacante Luciano livre para marcar. O camisa 18 tocou errado na bola e desperdiçou uma chance inacreditável.

Aos 6, o time da casa chegou mais uma vez com perigo. Barcos recebeu um preciso passe do meia Ceppelini e arriscou de fora da área. Bola passou perto. A equipe colombiana pressionava o Fluminense. Em outra grande jogada de Barcos, o Pirata chutou rasteiro e acertou a trave. O time carioca não conseguia manter o estilo do treinador Fernando Diniz, caracterizado por uma intensa troca de passes. O colombiano Yony González, aos 18 minutos, cruzou da esquerda e Luciano chutou com estilo, uma quase bicicleta, mas para fora. O Tricolor conseguiu, a partir de então, acalmar a partida com o domínio da posse de bola, entretanto, sem nenhuma objetividade no ataque. No fim do primeiro tempo, após um escanteio cobrado por Daniel, Ferraz se antecipou no cruzamento e bateu no canto. Cuadrado fez um milagre para salvar o time da casa.

Foto: Redes sociais/ Atletico Nacional
Segundo tempo sem riscos para a equipe carioca

Diferentemente da etapa inicial, a segunda metade de jogo começou em um ritmo bem menos agitado. O Atlético Nacional, no entanto, voltou melhor. A primeira chance de gol do time colombiano foi um chute de longe do volante Rovira. Aos 20, pela primeira vez, o Fluminense finalizou. Yony cruzou da esquerda e encontrou Luciano do outro lado da área. O atleta de 26 anos bateu cruzado, mas para fora. Barcos, aos 27 minutos, acertou um cruzamento na medida para Hernández, que se esticou e por pouco não acertou o gol de Agenor. A equipe carioca equilibrou a posse de bola e conseguiu segurar o time colombiano, que não chegou no ataque com a mesma facilidade do primeiro tempo. Com isso, o Fluminense classificou-se para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Panorama

O próximo destino do Fluminense na Copa Sul-Americana é o Uruguai. O Tricolor enfrentará o Peñarol nas oitavas de final. O primeiro jogo será em Montevidéu, em data a ser definida pela Conmebol.

A equipe carioca volta a campo no domingo, às 16h, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor volta ao Rio de Janeiro na madrugada de sexta-feira e parte para Curitiba no dia seguinte.

Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC

Gustavo Guerra

Estudante de jornalismo - PUC RIO

Escreva um comentário...