Seleção Carioca da rodada 7

Chegou ao fim a sétima rodada do Campeonato Brasileiro e com ela está formada a Seleção Carioca. Os times do Rio tiveram um desempenho equilibrado. Foram duas vitórias e duas derrotas. O Flamengo abriu a rodada e venceu com facilidade o Fortaleza por 2 a 0, enquanto o Botafogo venceu o clássico contra o Vasco por 1 a 0. O Fluminense foi o último a entrar em campo e foi dominado fora de casa pelo Athletico Paranaense e acabou derrotado por 3 a 0.

O Por Dentro do Gol elegeu as melhores atuações dos quatro grandes do Rio e formou a Seleção Carioca da Rodada 7. Confira o destaque de cada jogador:

Gatito Fernandez – Botafogo

Na partida que completou seu jogo de número 100 com a camisa do Botafogo, o arqueiro paraguaio mostrou segurança e foi importante como em toda sua trajetória no clube alvinegro. Fez uma boa defesa quando o jogo ainda estava 0 a 0. Vai se apresentar a sua seleção com sentimento de trabalho bem feito.

Pará – Flamengo

O Flamengo envolveu o Fortaleza no Nilton Santos. Com isso, todos os jogadores foram bem, inclusive o lateral Pará que não comprometeu na parte defensiva. Merece o destaque devido a escassez de boas atuações na posição.

Gilson – Botafogo

Fez uma partida consistente. Em certos momentos teve confrontos individuais com o Rossi, e em outros com o Marrony. No geral, conseguiu cumprir sua função e ainda ajudou nas descidas ofensivas da equipe.

Joel Carli – Botafogo

O experiente zagueiro argentino voltou de suspensão e junto com o companheiro Gabriel deu solidez a zaga gloriosa. O capitão também participou bastante quando o time tinha a bola e precisava rodar o jogo.

Rodrigo Caio – Flamengo

Mais uma vez, o zagueiro fez uma boa apresentação com a camisa rubro negra. Concentrado na partida, ajudou a defesa flamenguista a neutralizar os ataques do time cearense.

Allan – Fluminense

É bem verdade que o Fluminense foi envolvido pelo Athletico Paranaense, mas nem tudo foi de se jogar fora. O volante Allan teve que se desdobrar depois da expulsão do companheiro Airton. De fato, ele não comprometeu, mas de toda forma não pôde ajudar, pois a equipe toda não jogou bem.

Everton Ribeiro – Flamengo

Na meiuca não poderia ser diferente. O meia clássico rubro negro mais uma vez comeu a bola e fez o mecanismo do jogo do Flamengo funcionar. No primeiro gol da equipe teve uma participação desequilibrante, quando deu um passe de letra que desmontou a zaga do Fortaleza.

Arrascaeta – Flamengo

Dupla rubro negra armando o jogo. No dia do seu aniversário de 25 anos, o uruguaio fez o que se espera dele com a camisa do Flamengo desde que foi apresentado. Com duas bonitas assistências em jogadas bem trabalhadas pelo time, foi peça fundamental na vitória rubro negra.

Talles Magno – Vasco

O garoto de 16 anos quebrou um recorde importante na história do Gigante da Colina. Se tornou o jogador mais jovem a atuar com a cruz de malta no peito no século 21 e no Campeonato Brasileiro. Vanderlei Luxemburgo deu a oportunidade ao jovem no início do segundo tempo e ele mostrou técnica desde seus primeiros toques na bola. Por mais que ainda esteja tímido em meio aos profissionais, mostrou que pode contribuir na competição.

Gabigol – Flamengo

O camisa 9 do Flamengo balançou as redes do Fortaleza duas vezes. Só isso já justifica a escalação dele na seleção da rodada. Ainda assim, o atacante foi participativo, com seu posicionamento inteligente e bastante vontade.

Diego Souza – Botafogo

O veterano que comanda o ataque do Botafogo chamou para si a responsabilidade do jogo, literalmente, matou no peito e garantiu a vitória. Além do belo gol, levou vantagem na disputa de corpo contra a zaga vascaína e conseguiu segurar a bola no setor ofensivo em momentos importantes do jogo para o time de General Severiano conseguir respirar e escapar da pressão vascaína.

Marcelo Salles – Flamengo

Vale o destaque ao técnico interino do Flamengo. Depois da saída conturbada de Abel Braga e a confirmação do português Jorge Jesus para continuidade do trabalho, Marcelo Salles assumiu a responsabilidade e fez o time rubro negro jogar o fino da bola. Apagou o fogo da crise na Gávea e deixou o clima melhor para a decisão pela Copa do Brasil na terça-feira.

Anúncios

Sobre Ivaldo Lobato

Sou estudante de jornalismo e comecei minha trajetória no radiojornalismo em 2017, quando fui repórter da rádio Top Rio Fm e da webrádio Rede Show de Bola, onde eu acompanhava o dia a dia dos quatro grandes do Rio e fazia a cobertura das partidas. Hoje em dia, sou estagiário na assessoria de imprensa do TCE-RJ e dedico o tempo livre que tenho ao que mais gosto: futebol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s