Ponte Fla-Flu: Com a possível transferência de Pedro, relembre outras negociações entre Flamengo e Fluminense

Foto: Felipe Duest / NB Photopress

A história conta que em 1912, uma crise no futebol do Fluminense levou 10 jogadores a se mudarem para o Flamengo, onde criavam o primeiro time do esporte no clube. A partir de então, a rivalidade só aumentou e, por Nelson Rodrigues, foi apelidada de Fla-Flu.

Atualmente, em uma época de paz entre os times, o noticiário é movimentado mais uma vez pela possibilidade de uma transferência de um jogador do tricolor para o rubro-negro. O Flamengo apresentou uma proposta ao Fluminense para comprar o atacante Pedro, que foi prontamente recusada pela nova diretoria das Laranjeiras.

Como já ocorreu outras vezes ao longo dos tempos, a negociação já começa com polêmica. O centroavante é a principal peça do Fluminense e um jovem muito promissor, que pode render bons frutos financeiros para o tricolor das Laranjeiras. Entretanto, o Flamengo, que anda com a carteira aberta, quer reforçar seu setor ofensivo, a pedido do técnico português Jorge Jesus.

O Por Dentro do Gol, levantou outras negociações de jogadores que trilharam o mesmo caminho que os fundadores do Flamengo, e que pode ser percorrido pelo centroavante do Fluminense. Das Laranjeiras para a Gávea. Confira a seguir:

Henrique Dourado

O último jogador que percorreu o mesmo caminho foi Henrique Dourado, o ceifador. O centroavante se destacou com a camisa tricolor em 2017, sendo o maior artilheiro do Brasil com 32 gols naquela temporada. Tanto destaque fez o Flamengo buscar a contratação do atacante rival no início da temporada seguinte.

Mesmo em crise financeira declarada, o Fluminense relutou para liberar o atacante para o rival, mas se viu em um beco sem saída, a não ser aceitar a oferta de R$ 11,5 milhões*. Contudo, o Ceifador nem joga mais pelo rubro-negro e nem deixou saudades ao ir embora. O seu desempenho de 2017 não se repetiu, e o jogador, que não foi titular em boa parte da sua passagem, marcou apenas 15 gols em 45 jogos com a camisa rubro-negra.

Henrique Dourado atuando com a camisa rubro-negra (Foto: Felipe Duest / NB Photopress)

Hoje em dia, Henrique Dourado ainda perambula pelo Ninho do Urubu, mas somente para tratar a lesão que sofreu no joelho na sua partida de estreia pelo Henan Construction, da China, clube que o contratou em fevereiro deste ano.

Juan

No dia 23 de dezembro de 2005, o Flamengo anunciou um pacotão com quatro reforços. Poucos lembram dos menos prestigiados Rodrigo e Marabá que vieram do Paysandu, mas o zagueiro Ronaldo Angelim, que vinha do Fortaleza, e o lateral-esquerdo Juan, que vinha do Fluminense completavam o grupo de contratados.

Campeão carioca naquele ano, Juan fez um bom Campeonato Brasileiro com a camisa tricolor e chamou a atenção do rubro-negro. Após o término da competição, o Flamengo investiu R$ 5,5 milhões* no jogador e o tirou do rival. Na apresentação do lateral na Gávea não faltaram elogios ao novo clube e teve até cutucada no ex-time.

“O Flamengo é diferente do Fluminense. O Flamengo é um time de massa e espero ajudá-lo a conquistar títulos”, afirmou Juan em seu primeiro momento como jogador rubro-negro.

Juan defendeu a camisa do Flamengo até 2010 (Foto: Alexandre Vidal – Fla Imagem)

Pelo rubro-negro, o lateral-esquerdo marcou época com a camisa seis. Foram 256 partidas e 32 gols marcados, com destaque para o gol do título da Copa do Brasil de 2006. As boas atuações de Juan pelo Flamengo também renderam convocações para Seleção Brasileira.

Wellington Silva

Nem sempre foi assim. No início de 2013, o lateral Wellington Silva fez o trajeto inverso, também com direito a polêmica. Nessa época, o cenário era o inverso: O Fluminense vivia financeiramente bem com o patrocínio da Unimed e o Flamengo ia mal das pernas.

O jogador, que pertencia ao Resende, fez uma boa temporada com a camisa do Flamengo em 2012. Com a prioridade da compra definitiva, o rubro-negro pretendia exercer a cláusula e pagar R$ 1 milhão ao clube do interior para continuar com o atleta. No entanto, com a proposta do Flu em mãos, o jogador venceu uma disputa judicial que o deixou livre no mercado para assinar com o tricolor das Laranjeiras por três anos.

Apresentação do Wellington Silva no tricolor (Foto Nelson Perez / Fluminense FC)

Wellington Silva atuou 122 vezes com a camisa do Fluminense e marcou três gols. Antes de um Fla-Flu válido pelo Campeonato Carioca de 2015, o lateral-direito colocou pimenta na rivalidade com o clube da Gávea.

“Hoje sou Fluminense de corpo, alma e coração. Wellington Silva é Fluzão mais do que nunca. Quero chamar a torcida para jogar junto conosco nesse clássico”, declarou o lateral.

Confira outros jogadores que trilharam o caminho entre Laranjeiras e Gávea, ou vice-versa.

  • Thiago Sales – 2010 – Saiu do Flamengo para o Fluminense
  • Renato Silva – 2007 – Saiu do Flamengo para o Fluminense
  • Thiago Gosling – 2006 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Toró – 2006 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Felipe – 2005 – Saiu do Flamengo para o Fluminense
  • Fernando Diniz – 2003 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Leandro Ávila – 1999 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Renato Gaúcho – 1997 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Djair – 1995 – Saiu do Fluminense para o Flamengo
  • Carlos Alberto Torres – 1977 – Saiu do Fluminense para o Flamengo

*Valores registrados no site Transfermarkt e calculados de acordo com a conversão da moeda no dia da oficialização da contratação

Ivaldo Lobato

Sou estudante de jornalismo e comecei minha trajetória no radiojornalismo em 2017, quando fui repórter da rádio Top Rio Fm e da webrádio Rede Show de Bola, onde eu acompanhava o dia a dia dos quatro grandes do Rio e fazia a cobertura das partidas. Hoje em dia, sou estagiário na assessoria de imprensa do TCE-RJ e dedico o tempo livre que tenho ao que mais gosto: futebol.

Escreva um comentário...