Caio Henrique aprova a parada da Copa América e foca na partida contra o Ceará

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Camisa 19 fala da proximidade do Z-4, chegada de Nenê e renovação de contrato para 2020

O Fluminense vai enfrentar o Ceará na próxima segunda-feira (15), às 20:00, no Maracanã, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por causa da Copa América, o último jogo da equipe ocorreu no dia 13/06 – um empate por 1 a 1 com a Chapecoense. Desde então, os jogadores retomaram às atividades no dia 24/06 e fizeram dois jogos-treinos, contra a Portuguesa-RJ e Grêmio Osasco. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (11), no CT Pedro Antônio, Caio Henrique falou sobre a importância de ter um período de descanso e de apenas treinamentos.

“No Brasil enfrentamos uma temporada muito desgastante, fizemos 35 jogos já. Foi importante para recuperar os jogadores do DM e descansar quem vinha jogando. E para acertarmos alguns detalhes que estávamos pecando.”

Na véspera da partida contra o time comandado por Enderson Moreira, a diretoria do Tricolor decidiu realizar o treino nas Laranjeiras, com 500 lugares disponíveis para sócios e 300 para não-sócios. O último treino do time no local aconteceu em 2016, antes da mudança das atividades para a Barra da Tijuca. O camisa 19 frisou a importância de poder sentir o calor da torcida antes de uma partida decisiva para o rumo do time no campeonato, e ressaltou a dificuldade de jogar contra a equipe alvinegra.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

“Será um jogo muito difícil. Ceará está fazendo bons jogos. Estamos estudando a equipe deles. Sabemos que precisamos pontuar e nada melhor que voltar da parada vencendo. Jogo em casa, com nossa torcida. Esperamos fazer um bom jogo e conseguir os três pontos.”

A equipe de Fernando Diniz encontra-se na 16ª colocação do Brasileirão, uma posição antes da zona de rebaixamento. O Flu não vence na competição há 4 jogos – empates com o Flamengo e Chape, e derrotas para o Bahia e Athletico Paranaense. O lateral-esquerdo improvisado exaltou a qualidade do elenco tricolor e afirmou que os jogos realizados pela equipe, não condizem com a posição na tabela. O atleta também revelou os objetivos do grupo para a volta do Campeonato Brasileiro:

“Esperamos uma arrancada agora no Brasileiro. Pensamento é brigar lá em cima, por coisas grandes, e pôr o Flu onde merece. É manter a cabeça tranquila. A diretoria que está entrando está tentando colocar a casa em ordem, está dando respaldo. Pouco a pouco as coisas vão se acertando.”

Caio foi abordado na coletiva quanto à chegada de reforços. Elogiou a contratação de Muriel e enalteceu o currículo vitorioso do goleiro. Sobre a possível vinda do meia Nenê, o atleta de 21 anos fez questão de destacar a qualidade e a experiência do ex-jogador do Vasco. Quando perguntado se gostaria de ficar no Fluminense para a temporada de 2020, Caio Henrique respondeu de bate-pronto que sim. Apesar da resposta, o jogador despistou sobre a renovação de contrato.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

“Isso deixo mais pra frente. Tenho contrato de empréstimo até o fim do ano. No momento não depende só de mim, mas também do clube que tenho meus direitos (Atlético de Madrid). Mas estou bem feliz. Quando vim para o Flu, procurava ter minutos e estou tendo. É manter cabeça tranquila, buscar ajudar o Fluminense o máximo possível e no fim do ano resolver a situação.”

Sobre Gustavo Guerra

Estudante de jornalismo - PUC RIO

Deixe uma resposta